Tags

Imagem: Sarolta Ban - fotomanipulação

 

dentro de mim calada
palavra-tiro
esperando o poeta fingir
puxar o gatilho

: corre solta
a cento e quarenta versos por hora
encana o vocábulo
destrói vidraças
intimida
e arrebenta

quando menos espero
pólvora
sou refém destro
deste poema-escarro
enfio na culatra
toda e qualquer alma

 

© Ian Lucena