Tags

Imagem da internet

Barcos pesqueiros lançam suas mortalhas sobre ondas radioativas. Enquanto isso, na praia, tartarugas marinhas regurgitam fósseis de plástico. Os últimos ursos polares agonizam em derradeiros blocos de gelo. Árvores centenárias extinguem-se na voracidade das chamas.

O enésimo ditador massacra a tribo inimiga enquanto sensores ultramodernos localizam festas de casamento estilhaçadas pela mais moderna tecnologia da decadente superpotência.

Carismáticos psicopatas compram eleitores e cargos em nome da democracia. Precisam de mais poder para sua fome insaciável de rapacidade e ódio. Em algum canto do planeta, outro adolescente mata seu professor ou seus pais.

Para compensar estes pequenos incidentes, Hollywood lança mais um blockbuster do Homem-Aranha salvando a humanidade, pastores ordenam que fiéis joguem dinheiro para cima em nome de Jesus, enquanto drenam os seus bolsos até o último centavo. Nas comunidades de paz e amor, neo-hippies aguardam as frotas estelares que os levarão ao paraíso.

Não, este não é um mais um livro de sci-fi neoposcyberpunk. É só o planeta Terra no ano de 2012. Acredite, se puder.

© Cleber Pacheco