Tags

Imagem da internet

Imagem da internet

 

 

Cate Blanchett fingindo ser Bob Dylan, naquele filme – isso, sim, é um acontecimento inesquecível. De quem terá sido a ideia de transformar Cate Blanchett em Bob Dylan? Porque Cate Blanchett fingindo ser Bob Dylan é como o Aleph, mas só Borges e Carlos Argentino viram o Aleph, enquanto que os finos gestos de Cate Blanchett vagando no ar como faria Bob Dylan… Vocês sabem. Vocês viram. Era como o Aleph, o único lugar em que a ilusão começa e acaba, um ponto de embate vertiginoso e urgente entre infinitos contrários. Mas parecia ser tão suave… Não parecia? Luz e sombra, o vermelho e o negro, gelo e chamas. No fim, a mão e a luva. Só.
De quem terá sido a ideia de transformar Cate Blanchett em Bob Dylan? No fim, Borges pensava que o Aleph da rua Garay era um falso Aleph. Seria Cate Blanchett apenas um falso Bob Dylan? Ou o verdadeiro andrógino mítico? Há um filósofo alquimista enfiado sorrateiramente na equipe desse filme? Porque a dualidade é aparência e caos. No fim, Bob Dylan vestirá até a carne de Cate Blanchett, é certo, como um herói desnudando seus nervos ao longo do punho, é certo, como um herói que vê o próprio coração andar na praia do corpo, é certo, como diria Dylan Thomas.
Quem tomou a decisão de contar a verdade?
Quem assumiu o risco?
Pelo menos Borges está morto.
E ninguém entende nada.
Dou minhas razões. O Aleph deixa bem claro que, no fim, tudo se iguala: o céu e a terra, o dia e a noite, o superior e o inferior, Cate Blanchett e Bob Dylan. No caleidoscópio do Aleph giram tantas estrelas… Não sei como Carlos Argentino não enlouqueceu. Borges enlouqueceu. Eu enlouqueci. Não posso afirmar nada sobre Cate Blanchett, porque não a conheço e talvez ela só tenha sido usada por alguém da produção, alguém realmente maligno, alguém decididamente cruel, uma dessas pessoas que querem ver o circo pegar fogo e aí saem distribuindo bombas pelas estações de metrô. Todo mundo sabe que existem segredos que nunca devem ser mostrados. Eu, por exemplo, não devia estar falando sobre nada disso. Coisas terríveis podem acontecer comigo. Se alguma coisa terrível acontecer comigo, façam como Borges: finjam que não estão vendo nada.

 

 

 

 

 

© Carla Severo Trindade

 

Anúncios